Brasilidade em jardim tropical

Um jardim flutuante composto pelos elementos naturais água, fogo e diversas espécies de plantas é um dos destaques da Casa Cor, realizada de 17 de maio a 10 de julho, no Jockey Club de São Paulo. Quem assina o projeto é o arquiteto paisagista Alex Hanazaki, que fez parceria com a empresa de revestimentos Eliane, criando uma linha de porcelanatos e seixos com aspecto fosco.
Com mais de 450 m², o projeto equilibra os revestimentos com elementos naturais. Com uso de plantas nativas ou de baixo consumo hídrico e manutenção, Hanazaki reforça a brasilidade do espaço, tendo plantado 12 árvores do icônico Pau-Brasil – cultivado em viveiro.
Estimulando diferentes sensações, o visitante entra por um túnel sentindo, de um lado, a presença da natureza em um imenso jardim vertical. Já do outro, a sutil incidência de luz natural invadindo o corredor por uma cobertura com pergolado e brises feitos com estrutura metálica e porcelanatos em diferentes tons, como: preto, cinza, bege, nude, off-white e branco.
No ambiente principal, o visitante encontra duas ambientações. À direita, um grande espelho d’água, revestido de seixos negros – lançamento da Eliane Revestimentos, assinado pelo paisagista – e porcelanatos distribuídos em seu interior, propondo o conceito de um caminho sobre as águas, compostos com pequenos jardins flutuantes. Também no seu interior, uma lareira traz o contraponto entre os elementos fogo e água.
Já em outra perspectiva, o ambiente propõe a permanência e contemplação do espaço, com bancos revestidos com porcelanato e uma cascata de água, que traz movimento e atmosfera acolhedora.

ALEX-HANAZAKI

Fotos: divulgação

Serviço

Alex Hanazaki – www.alexhanazaki.com.br

Casa Cor www.casacor.com.br

Eliane Revestimentos – www.eliane.com

 



Deixar uma resposta

%d bloggers like this: